Dancing in the rain

O tempo está perfeito para dançar à chuva ou simplesmente calçar as galochas e vermagar!!





44 comentários:

Isa disse...

Ai que fotos tão giras!!!

O que é "vergamar" e empresta-me aquelas galochas, faxavor.

Isa disse...

"vermagar"!

AD disse...

"Vais acima do limite de velocidade. Vai mais vermagar ou ainda apanhas uma multa."

AD disse...

Já "vergamar" significa roubar com os olhos.

Nawita disse...

Isa,
As galochas são fantásticas. Dançar à chuva faz-se descalço, vermagar convém ser com as galochas.
Vermagar é pisar minhocas. Sabes que quando chove elas andam por aí. Aprendi isto com o “Calvin & Hobbes”.

Nawita disse...

AD,
A tua definição também está correcta. Tudo depende da situação em que nos encontramos.
Vermagar pode servir para muita coisa!
Vergamar não seria mais ser testemunha de um roubo?

Isa disse...

Obrigados, meu caro AD.

Bem me parecia que já tinha ouvido isso em qualquer lugar, o vermagar.
Mas o gajo multou-me na mesma.
(Quer-se dizer, avisa, mas não espera pela reincidência!parvalhão!
e ainda por cima era feio!)

Isa disse...

Nawita,

Vós tendes hábitos assaz estranhos...

AD disse...

Nawita,
Se calhar é isso. Não sei como é que funciona agora com o acordo ortográfico.

Isa,
De nada. E, para a qualidade que tenho, não sou assim tão caro.

Nawita disse...

Isa,
Não é estranho, é natural, é assim que se vive no campo em contacto com a natureza.
Não sabes nada pá!

AD,
Esse acordo dá-me cabo da cabeça, já não sei escrever português correctamente, agora é ainda pior.

Vendes explicações?

AD disse...

Duvido que saiba alguma coisa que tu não saibas. O contrário é bem mais provável.

gimbras.nofuturo.com disse...

Muito poético. Outra coisa não seria de esperar num blog... cómico!?!?

Nawita disse...

AD,
Que o meu português seja mais correcto que o teu duvido, mas obrigada na mesma!
Quanto à venda de explicações referia-me às palavras que traduziste para a Isa.

Nawita disse...

Gimbras,

Cómico, patético, ousado, pindérico… depende dos dias e da disposição da Nawita!

AD disse...

Eu sou um vendido, por isso...

Nawita disse...

AD,

Em tempo de guerra é que isso dá jeito! Tudo se justifica em nome da sobrevivência.
Entretanto se fizeres negócios aqui no Conversas não te esqueças de deixar a barraca arrumada. Dispenso comissões, mas tudo arrumadinho, ok?

AD disse...

Primeiro perguntas se vendo e depois dizes que se o fizer tenho de te arrumar o estaminé. És muito esperta. (Não dá para ver mas estou a puxar uma olheira para baixo com o indicador.)

Nawita disse...

AD,
Não te peço comissão por usares o meu espaço! Isso já não é bom?
Tens que concordar comigo quando peço para deixares tudo arrumado. Vens aqui com a tua bancada vender os teus produtos, as tuas freguesas chegam aqui e o mais certo é armarem confusão para ver que é que atendes primeiro. Atrás vem o tipo do algodão doce, o das bifanas, farturas pipocas e os palhaços com cães amestrados.
Está bem que gosto de fazer arrumações e mudar os móveis de lugar, mas depois de um dia de trabalho ainda encontrar a casa de patas para o ar pode deixar-me indisposta.

(olheiras? tens que fazer uma cura de sono)

AD disse...

Mas repara, eu não vim vender nada, foste tu que... espera, não me digas que vendes time-shares?...

Não há cura que resulte, as minhas olheiras são crónicas.

Nawita disse...

Ah ah ah ah!
Podia vender caixas de diálogos! A vários ao mesmo tempo! Tal como fazem com os apartamentos

Então deixa-me falar-te no corrector de olheiras que faz milagres, acredita, a minha vida mudou desde que tenho um. Disfarça as olheiras que é um mimo. Já para os papos debaixo dos olhos acho que já fazem cremes para homem que ajudam a corrigir isso.

AD disse...

Eu nem daquelas canetas correctoras tenho.

Nawita disse...

Oh bolas, estás triste? Queres uma caneta correctora com super heróis?
Costumas usar papel e caneta?

E fazes bem em não usar esse tipo de corrector, é enervante ver os textos das pessoas todos borrados com aquilo. Acho que já fazem de propósito só para usar o corrector.

AD disse...

Eu sou incapaz de me sentir triste. Fiquei dormente quando o Avô Mocho morreu.

Nawita disse...

O Avô Mocho era mesmo muito importante para ti não é? Eu fiquei destroçada quando o André morreu, mais ainda do que com a morte da Lady Óscar.

AD disse...

A cena é que se passou quando eu ainda pensava que não aconteciam coisas más às pessoas (ou aves) boas. Foi para mim um ponto de viragem. Foi quando deixei de ouvir músicas infantis e passei a ouvir Black Metal.

Nawita disse...

Pois eu ainda continuo a pensar que coisas más não acontecem às pessoas ou às aves.
Só não ouço músicas infantis. Deve ser esse o meu erro.

as músicas infantis são assustadoras!

AD disse...

Lamento desiludir-te, mas estás enganada. Digo-te eu, que comi frango ao almoço.

Nawita disse...

Ah ah ah ah!
Se foi um frango de aviário não faz mal, agora um caseiro é que é cruel.
Não me perguntes porquê, é ridículo, mas não acho cruel comer animais de aviário, só os caseiros.

AD disse...

Se era de aviário, não sei. Só sei que se chamava Jorge, gostava de aeromodelismo e tinha uma namorada chamada Susana. Iam casar em Novembro e planeavam ter muitos pintaínhos. E era suculento.

Nawita disse...

Tanta crueldade! Coitada da Susana, perder o Jorge assim dessa maneira! Ainda por cima um frango suculento. Espero que tenhas enviado os restos para que ela lhe possa fazer um funeral. É importante que ela se despeça dele para poder ir ao baile da quinta arranjar outro frango.
mas tu fazes conversa com as tuas vitimas? gostas de saber coisas sobre quem comes?

Nawita disse...

o Que comes, assim é que se diz.

AD disse...

Minha vítima? Não fui eu que o matei. Eu só o comi para que a sua morte não fosse em vão.

E repara como eu, em vez de avacalhar, ignorei a última pergunta.

Nawita disse...

Os homens não caçam a comida deles?
Então o frango vem com o histórico dele agrafado à perna?
A Susana deve estar-te grata por teres dado significado à morte do Jorge.

Epá eu corrigi o que escrevi.
Olha que há pessoas que perguntam sempre de onde vêm os legumes, a carne o peixe e tudo mais antes de comer. Como se isso fosse alterar alguma coisa, se o cozinheiro não souber o que faz e a cozinha estiver suja não importa muito de onde vieram os alimentos.

AD disse...

Mas isso são os homens a sério. Eu sou um menino da cidade.

Nawita disse...

Também sou menina da cidade. A primeira vez que vi uma galinha desatei a fugir com medo dela! Fui tão gozada!

os homens da cidade caçam de outra forma.

AD disse...

Na secção de congelados do Continente, com um carrinho compras?

Nawita disse...

Exactamente. E acho que isso é pior do que ter de caçar ou matar e depenar um frango. Detesto supermercados, são piores do que a selva! e conduzir um carrinho de compras é horrivel.

AD disse...

É precisamente por não ter paciência para isso que eu faço as minhas compras via www.jumbo.pt.

Nawita disse...

Isto é altamente! E entregam as cenas em casa? Fixe era se arrumassem também tudo nos armários, mas isso já é pedir muito! e o elefante não teria espaço para andar em minha casa.

AD disse...

Se entregam em minha casa, que fica para lá do sol posto, onde Judas se esqueceu de onde perdeu as botas, com certeza também entregam na tua. No teu caso, como és menina, talvez até arrumem as coisas nos armários, sim.

Se alguma vez comprares por lá, diz que vais da minha parte, a ver se eles me dão desconto nalguma coisa.

Nawita disse...

Isso de ser menina já não quer dizer nada nos dias de hoje.

Eu costumo ir ao Jumbo aqui da terra. Vou passar a avisar que vou da tua parte. Vou ver se fazem entregas ao domicílio, ainda vivo longe do supermercado.

A disse...

adoro o storm tropper a dançar à chuva. a vida devia ter mais momentos assim.

Conversas disse...

ah ah ah ah
acho que foste o único que viu!
está simplesemnte lindo!

isa disse...

E eu sei que queria fazer uma pergunta, mas agora já não me lembro qual era ...


( e não, não foi só ele que viu)