Babysitting ou, como se diz em português, morte lenta e agonizante!



Esta semana tenho feito babysitting todas as noites.
A minha sobrinha tem o hábito de ler uma história antes de dormir, enfim, ela escolhe o livro e nós fazemos uma leitura teatralizada do mesmo!
Li-lhe as aventuras da Miffy no baile de máscaras, aventuras dos detectives não-sei-dos-quantos em que temos de desvendar um mistério qualquer, as aventuras do Grizzly dorminhoco que afinal até era simpático, entre outros.
Ontem a menina mais linda do mundo senta-se ao meu lado com o livro que tinha escolhido, “Os Bochechas querem saber… como nascemos” e na cara tinha um sorrisinho cruel!
Senti-me como aqueles miúdos que não levam nada a sério e que riem quando ouvem certas palavras! Não estou habituada a ler histórias sobre embriões, espermatozóides, úteros, vaginas e pénis a uma criança de 5 anos!
Felizmente ela é inteligente e correu tudo bem! Ah... e eu não chorei!!


Imagens retiradas de Pepe Carreiro,  “Os Bochechas querem saber como nascemos”, Proculgasa, Moderna Editorial Lavores, 2008

35 comentários:

Vani disse...

Tb quero saber como nascemos, conta-me lá uma históriaaaaaaaaaa!

Vício disse...

e pelo que se pode ver, o livro não é tradicionalista e não mostra apenas a posição missionário!

Rei da Lã disse...

Eheheheheh!

No meu tempo não havia nada disto!

anatcat disse...

LLLLLLLLLLLOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLL
"os adultos gostam muito disto, porque é muito agradável."
LLLLLLLLLLLOOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLL
os bochechas são danadinhos, han?

bochecha-mos

Nawita disse...

Vani,

vai à biblioteca aí da tua terra e vê se encontras o livro. está muito bem explicado.
para nós não é fácil responder a certas perguntas das crianças, felizmente há que o faça muito bem e com bonecos!

Nawita disse...

Vício,

O Livro não é nada tradicional, aqui coloquei apenas algumas das imagens. ainda mostram o bebé a crescer dentro da mãe, o parto, o bebé a mamar...

se alguma criança te fizer perguntas sobre como nascemos, oferece-lhe este livro!

Nawita disse...

Rei,


no meu tempo também não havia disto e os meus pais eram pessoas demasiado ocupadas para me explicar o que quer que fosse, sobretudo quando envolvia sexo!

Nawita disse...

anatcat,

estão apenas a dizer a verdade, o sexo não é só para procriar, a mulher moderna, com um pouco sorte, faz também por prazer!




agrada-mos!

Vani disse...

na verdade não me lembro como é que fiquei a saber a história do sexo, acho que fui aprendendo aos poucos. Lembro-me que quando fiz 13 anos me ofereceram o livro "sexualidade na adolescencia". E que as repostas eram sempre médicas ahahahaah, imagina perguntares à tua mãe o que é um orgasmo e ela responder-te que é a resposta fisiológica do organismo ao estímulo sexual...fiquei na mesma...ahahahaha, muito esperta...

Quando lhe perguntei o que era o período, levou-me ao gabinete dela, mostrou-me um modelo da pélvis da mulher, com o sistema reprodutor feminino em evidencia, e explicou-me tudo. ehdehehehe

Na verdade, ainda hoje tiro dúvidas com ela :D

Vani disse...

sexa-mos!


ihihihihih


o grassa está a ter má influência em mim, não está?...

Nawita disse...

Eu aprendi muito pouco com os meus pais. As minhas irmãs mais velhas é que nos ensinaram tudo e falávamos umas com as outras sem tabus.
A curiosidade ajudou a descobrir mais coisas, ia à biblioteca, falava com as irmãs e médico de família.
Mais tarde vieram as tardes de gargalhadas a falar com as amigas e a ler o diário de Maria. Apesar de rirmos muito com a ignorância alheia acabámos por descobrir coisas novas.
Depois ainda veio mais curiosidade, namorados, leituras…

O bom disto é que ainda ando a aprender;)

Nawita disse...

eu não culpo o Grassa, culpo o estares fechada a preparar a defesa de tese e andares a avaliar borregos!



mas olha que não sei porque é que procuramos um culpado!

Vani disse...

porque tem sempre de haver um culpado!!!! e isto de estar sempre a culpar o governo já peca pela falta de originalidade. Embora não pela razão. ahahahaha.

jacklyn disse...

Ai Nawita, o que eu me ri com o teu post. Lembrei-me do meu filho mais velho, que quando leu um livro semelhante a este só falava no assunto e a toda a gente. Um belo dia disse ao meu sogro: Oh avô, tu tens um pénis! A minha sogra não achou graça nenhuma e disse-lhe: Então, que conversa é essa? Resposta dele: E tu avó, tens uma vulva! Foi a gargalhada geral. Os putos são uma delícia.

Isa disse...

Este livro parece-me muito interessante pedagógico e essas coisas todas!

acho que vou comprar prás minhas crias.

A disse...

como é que teatralizaste a cena do muito, muito, muito juntos, que o pénis do homem entra dentro da mulher, mas não como um mergulhador no mar?

Nawita disse...

Vani,

Está na hora de fazer a revolução!

jacklyn,

ah ah ah ah ah
os miúdos são mesmo incríveis! Nós é que temos tendência para complicar e como também vemos alguma maldade, alguma, no nosso mundo e no que nos rodeia, acabamos por ter dificuldade em explicar e falar de certos assuntos.

Eles querem que lhes respondam às perguntas que fazem e pronto.
Não podemos é deixar que eles farejem o nosso medo ;)

Nawita disse...

Isa,

Muito bom mesmo!
Despacha-te pois acho que elas já estão em boa idade para começarem a falar deste assunto!

Nawita disse...

A,

Essa parte dei-lhe para ler. Ela estava tão feliz por me mostrar que sabe ler na perfeição que nem deu pela minha artimanha!

Mas tive que me deitar de perna aberta e fazer a tal da respiração à cãozinho marado enquanto ela tirava um dos bonecos da minha t-shirt!

A disse...

mal vi a última imagem, apercebi-me de que as expressões não eram ciêntificamente correctas, portanto mudei para algo mais factual. podem ver aqui.

A disse...

acredito que na página seguinte os espermatozóides jaziam, emasculados, junto ao óvulo austero e frígido, com os olhinhos assim: xx

Nawita disse...

ah ah ah ah ah ah

a minha sobrinha está toda feliz por ter sido a mais rápida a chegar ao óvulo da mãe, diz que os outros eram uns tótós! eles, os outros uns eles e tótós!

na página seguinte acho que não se fala neles, afinal de contas perderam a utilidade. é sempre assim com os actores secundários, matam-nos à primeira oportunidade.
Tem a ver com a retenção de custos!

Nawita disse...

A,


tens que me ensinar a fazer estas coisas!

também sabes transformar as fotografias de modo a ficarmos bonitas?
vá, pronto, menos feias?

A disse...

se eu soubesse isso, não andava a meter bigodes nas imagens e metia uma minha.

Nawita disse...

ah ah ah ah ah ah ah

opá que lindooooooooooooooooooo

faz uma assim para mim, please!!!!
mas em rosa :):) pode ser? vá láaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
mas não quero um rosa qualquer, um rosa acinzentado, e uma flor na cabeça!

A disse...

não!

Nawita disse...

desculpa, não percebi o que disseste.

não concordas com a flor? é isso?

Nawita disse...

ensina-me a pescar!

A disse...

eu quando tive fome descobri como pescar.

Nawita disse...

mas eu já lanchei!

Nawita disse...

hoje já não consigo fazer melhor.

deus como minha testemunha, A, eu vou fazer melhor, sozinha, mas vou!

Isa disse...

Liiiinndo!uma espermatozóida!!!

Nawita disse...

Isa, não é uma espermatozóida qualquer, é uma campeã!

A disse...

LOL está espectacular!! :D não tenho nada para te ensinar..

Nawita disse...

eu não tenho photoshop e não sei desenhar flores :(

falta ali a minha clutch e uns blings ;)

estou a pensar mudar o visual do blog! para me animar!